Com juros baixos, crédito que tem imóvel como garantia cresce no Brasil

Uma modalidade de crédito ainda pouco conhecida no país, com taxa de juros baixa e prazo de pagamento longo, vem ganhando força nos últimos anos. Nessa linha, o cliente usa o imóvel ou o terreno quitados como garantia em caso de inadimplência.

Não há uma destinação específica para o dinheiro emprestado, mas a recomendação é usar esse tipo de financiamento com parcimônia, já que há risco de perder o bem.

O saldo dessa carteira de crédito na Caixa Econômica Federal atingiu R$ 6,3 bilhões em 2013, com elevação de 54% na comparação com o ano anterior.

Já no Banco do Brasil, a previsão é que o montante tenha chegado a R$ 1 bilhão, o que representaria acréscimo de 45% nesse confronto.

No HSBC, o saldo subiu 31% no mesmo intervalo, mas o banco não informou o montante. Itaú, Bradesco e Santander não divulgaram os dados de volume nem variação.

Nos seis bancos pesquisados, o prazo de financiamento varia de 6 a 300 meses. Essa possibilidade de distribuir o pagamento da dívida por tanto tempo é, na opinião de Lore Ribeiro, superintendente nacional da Caixa, um dos grandes atrativos da linha.

Apesar desse raciocínio, o banco estatal vai reduzir o prazo de 300 para 240 meses em fevereiro, para, nas palavras da executiva, aproximá-lo daquele oferecido pelos concorrentes.No Banco do Brasil e no Santander, o limite é 180 meses.

Editoria de Arte/Folhapress

A autônoma Ane Madureira, 21, deu como garantia um terreno em Itatiba (a 84 quilômetros de São Paulo), e os R$ 100 mil emprestados foram usados para terminar de construir uma casa no local, na qual vai morar com a família. Hoje vivem em um apartamento alugado na zona leste da capital paulista.

Ela conseguiu a menor taxa de juros entre as instituições pesquisadas, de 1,1% ao mês mais TR -que varia e foi de 0,1126 no dia 1º. Como comparação, a taxa de empréstimo pessoal nos bancos é, na média, de 3,2%, segundo a Anefac (associação dos executivos de finanças).

Zé Carlos Barretta/Folhapress
Ane Madureira deu como garantia um terreno em Itatiba (São Paulo) e R$ 100 mil emprestados pelo banco para terminar de construir uma casa no local
Ane Madureira, 21, deu como garantia um terreno em Itatiba (a 84 km de São Paulo) para terminar de construir uma casa no local

Fonte: Folha de São Paulo (12/01/2014).

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s