Todos nós sabemos que o objetivo da maioria dos brasileiros é comprar um imóvel: seja uma casa ou um apartamento. Para a realização deste, o financiamento bancário é uma das saídas para que essa conquista aconteça cada vez mais cedo.

O financiamento bancário nada mais é do que uma forma, em que a instituição financeira fornece recursos ao cliente, estabelecendo prazos e parcelas a serem pagas durante um longo período, que pode variar de 10, 15 ou mesmo 30 anos. Mas, para que isso aconteça sem transtornos e, principalmente, que seja realizado de uma forma confortável,  é fundamental que você, comprador, tenha conhecimento sobre o assunto.

Para ajudar você nessa hora, separamos a seguir as principais dúvidas na hora de fechar o financiamento bancário:

5 dicas fin. Final

1 – O financiamento bancário é muito complexo e demorado?

Depende de muitos fatores. A maioria dos bancos oferece financiamentos imobiliários. As diferenças estão nas condições de pagamento, como nas taxas de juros cobradas, na duração dos contratos e quanto do valor do imóvel pode ser financiado.
O período é relativo. Se a documentação for entregue de forma correta para a instituição, pode-se levar cerca de 15 dias. Lembrando que o tempo do cartório e liberação do crédito tem uma média de 40 dias.

2 – O tempo médio para aprovação do financiamento depende do banco que escolher?

 Nem sempre. A maior dificuldade é comprovar renda. Atualmente, há bastante autônomos e profissionais liberais, que precisam comprovar renda e apresentar ao banco. A instituição precisa entender o ramo de atividade deste cliente para, assim, liberar ou não o crédito para o comprador. A instituição financeira entende que pode haver risco e, por isso, não aprovar.

3 – Quais são os principais documentos necessários na hora de financiar um imóvel?

Se o cliente for assalariado, os documentos são:

– RG (Carteira de Identidade), original e cópia;

– CPF (Cadastro de Pessoa Física), original e cópia;

– Comprovante de estado civil, cópia e original;

– Comprovante de renda (Holerite), original e cópia;

4 – Como comprovar renda se você não for assalariado? 

Caso você seja autônomo ou profissional liberal é necessário comprovar sua renda por meio do contrato de prestação de serviços, declaração do Imposto de Renda, declaração do sindicato da categoria, registro de recebimento por trabalhos prestados ou uma Declaração Comprobatória de Recepção de Rendimentos (Decore), feita por um contador ou ainda através de históricos de extratos bancários .

5- Atenção aos pequenos detalhes:

– Confira nos principais órgãos se não existem pendências no nome do comprador no mercado;

– Atualize e prepare os documentos com antecedência, isso ajuda a ganhar tempo;

-Contrate um corretor para você possa fazer a melhor escolha do imóvel a ser comprado.

Posted by:caiovital

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.