Financiamento imobiliário: como funciona

Family finaciamento imobiliárioComprar um imóvel é muitas vezes, o maior investimento que uma pessoa faz. Junto com essa decisão surgem as dúvidas e a maioria delas são sobre financiamento imobiliário.

Um grande número de bancos oferece financiamento da casa própria e as principais diferenças entre eles estão nas condições de pagamento e nas taxas cobradas. Também é possível simular o crédito imobiliário na maioria dessas instituições financeiras e escolher a condição de pagamento que mais se adequa ao seu perfil.

O financiamento pode ser realizado usando o FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço), o SBPE (Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo) ou o o financiamento direto com a construtora.

Conheça melhor os tipos de financiamento imobiliário:

– Financiamento imobiliário usando o FGTS

É possível utilizar o fundo de garantia, desde que o imóvel seja para moradia própria. O limite de crédito máximo estipulado  para utilização nesse caso varia de tempos em tempos.

Para a liberação desse crédito a renda familiar á analisada e o valor liberado depende da região do país  .

O saque desse benefício pode ser utilizado para amortização, realizar a quitação antecipada ou para a antecipação de parcelas.

– Financiamento imobiliário pelo SBPE (Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo)

Nessa modalidade não existe renda mínima necessária. Se o valor do imóvel estiver dentro dos limites do SFH (Sistema Financeiro de Habitação), as taxas de juros não podem ser maiores que 12% ao ano, mas existem limites no valor final do financiamento.

– Financiamento imobiliário direto com a construtora

Essa é uma boa escolha para quem busca flexibilidade na negociação da forma de pagamento. Não existe imposição de taxa de juros, restrição de valor financiado ou renda mínima necessária.

Durante o pagamento o imóvel fica hipotecado, por isso, assim que quitar as parcelas é necessário solicitar que a construtora tire o imóvel da hipoteca.

Neste tipo de financiamento o próprio imóvel é dado como garantia, pois as construtoras financiam o valor diretamente com os bancos e as fazem a correção pela variação do INCC (Índice Nacional de Custo da Construção) a partir da data de assinatura do contrato. Os prazos para pagamento também são menores (normalmente até 60 meses).

Documentos necessários

RG, original e cópia;

CPF, original e cópia;

Comprovante de renda, original e cópia;

Comprovante de estado civil, original e cópia.

Portabilidade do financiamento imobiliário

Com a portabilidade, qualquer pessoa pode transferir seu financiamento de um banco para outro. A principal vantagem é a possibilidade de diminuir a dívida, no momento em que encontrar taxas de juros mais baixas.

Quando encontrar um banco que oferça taxas mais atrativas e aceite receber o financiamento, é preciso enviar uma proposta para o banco onde o financiamento foi inciado e este terá no máximo cinco dias para fazer uma contraproposta. Se essa contraproposta ainda não for o que você busca, o banco para onde você pretende transferir o financiamento deve quitar a dívida que o cliente tem com a outra instituição e assumir o crédito.

Fonte: Portal Imobiliário 123  (07/05/2014).

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s