10 DICAS IMPORTANTES PARA ESCOLHER UM ARQUITETO

Hoje em dia, escolher um arquiteto é uma tarefa muito comum. Quase ninguém compra um lote, uma casa ou um apartamento e parte direto para mudança sem modificar alguma coisa. Seja construção, ou reforma, contratar um arquiteto é sinônimo de economia e não de gasto!

É importante saber que com um projeto bem feito, por um arquiteto, você consegue dimensionar melhor o tamanho do imóvel para o valor que tem para investir e reduzir as surpresas que vai ter pela frente. Consegue encontrar opções mais econômicas para as necessidades do seu dia-a-dia na casa com soluções mais modernas e práticas.

img_3972Portanto,  vale a pena  contratar o projeto para sua casa , não é mesmo? Mas e agora? Como escolher?

Não existe regra infalível, mas para facilitar a sua árdua jornada e tentar deixar as coisas um pouco mais seguras para você, aqui estão 10 dicas importantes para te ajudar a escolher o seu arquiteto do coração!

10 DICAS IMPORTANTES PARA ESCOLHER SEU ARQUITETO

1. Saiba com quem conversar!

Para escolher seu arquiteto faça uma lista com profissionais de que gosta ou que queira conhecer. Busque indicação de amigos, portfólios em sites e revistas, referências em associações de arquitetos, visite mostras de decoração…

2. Saiba quanto você pode gastar!

Existem variadas modalidades de remuneração por projeto. O valor pode ser calculado sobre a área construída, percentual sobre o custo da obra ou hora técnica. Tenha uma previsão da área que pretende construir na hora de orçar o projeto, vai facilitar sua vida. Se precisar de uma base para referência de preços, pode encontrar uma tabela de honorários no site do CAU (Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Brasil) .

3. Defina a sua real necessidade

Os arquitetos são habilitados a atuar na avaliação do terreno, projeto arquitetônico, detalhamento de interiores, projeto luminotécnico, paisagístico, aprovação na prefeitura, acompanhamento e até o gerenciamento da sua obra, sem falar nas consultorias. É importante que você saiba de quais serviços precisa, para não contratar demais, nem de menos e assim fazer uma boa negociação.

4. Tenha afinidade com o portfólio do profissional escolhido

É importante que antes de seguir para a escolha do arquiteto, você tenha em mente de qual estilo gosta. Assim poderá dar atenção especial ao portfólio dos profissionais e escolher aqueles que têm uma estética parecida com a que você deseja.

5. Verifique se o arquiteto possui registro no Conselho de Arquitetura e Urbanismo (CAU)

Você vai precisar de um arquiteto com registro para fazer a aprovação do projeto na Prefeitura.

6. Desconfie de pré-projetos antes da contratação

Nenhum profissional trabalha de graça, projeto pré-contratação é projeto pronto da internet, de antemão já demonstra pouca atenção do profissional para com as suas necessidades. Nada contra projetos prontos da net, alguns são incríveis, mas contratar um arquiteto, é ter um projeto pensado para você e não uma adaptação de projeto pronto.

7. Faça reunião presencial

É importante que você e o profissional tenham afinidade, pois conviverão por meses ao longo do projeto.  Faça uma  reunião presencial, para verificar se  realmente atende suas necessidades para o projeto.

8. Visite alguma obra que o arquiteto tenha feito

Estar dentro do ambiente vai te dar uma dimensão melhor da qualidade do projeto, principalmente se você pretende contratar o acompanhamento de obra.

9. Converse com o arquiteto sobre a Reserva Técnica

Se for contratar o acompanhamento ou gerenciamento da sua obra, converse com o arquiteto sobre a Reserva Técnica. A reserva é uma prática do mercado, na qual algumas empresas oferecem uma comissão para os arquitetos na indicação de clientes. Muitos arquitetos repassam parte dessa bonificação para o cliente, não é uma obrigatoriedade, mas se existe a possibilidade é importante ter clareza no acordo.

10. Não contrate sem a proposta de serviço

É na proposta de serviço que ficam detalhadas todas as etapas do trabalho contratado, a data para entrega de cada etapa e seus respectivos valores. É importante também que na proposta de serviço esteja discriminada a quantidade de visitas que serão realizadas durante a execução da obra.

Profissional perfeito, assim como pessoa perfeita, é algo que não existe. O que você pode encontrar é o profissional mais adequado para o seu projeto, seu gosto e seu bolso. O melhor, nem sempre é o mais caro ou o mais famoso.

Quanto mais você souber, sobre o que você pode e quer fazer na sua obra, mais perto você vai estar de fazer a escolha certa do profissional para te acompanhar. Só de estar aqui, agora, lendo esse texto, você já demostra que está mais próximo de a fazer uma escolha mais consciente e portanto mais acertada!!!

Fonte:  Caio Vital

https://caiovital.com/2016/11/20/quem-escolher-arquiteto-ou-engenheiro/

Anúncios

Quem escolher: Arquiteto ou Engenheiro?

moc%cc%a7a-pronta
Quem escolher: Arquiteto ou Engenheiro?

Já me fizeram essa pergunta várias vezes, e eu sempre costumo dar a mesma resposta: de preferência os dois! Mas depende do seu projeto…

O engenheiro pode assinar um projeto arquitetônico da mesma forma, o arquiteto pode gerenciar uma obra, função que normalmente é do engenheiro.

Portanto, para fins de responsabilidade legal, tanto o arquiteto quanto o engenheiro podem ser assumir a responsabilidade técnica pelos projetos, execução e fiscalização das obras.

A verdade é que eu acredito que o ideal seria contratar os dois porque são profissionais complementares em uma obra, mas existem algumas exceções que realmente não precisam de ambos. O importante é saber exatamente o que cada profissional tem a oferecer e em que a contratação vai te beneficiar, assim fica fácil de decidir.

Arquiteto

O arquiteto é focado na parte humana da construção que irá trabalhar na elaboração da planta, entorno e fachada. Também irá fazer  uma boa distribuição dos espaços de forma racional, com foco em questões relacionadas à estética, ergonomia, iluminação, ventilação, insolação e ideias ligadas ao paisagismo e design de ambientes.

A formação em arquitetura envolve tanto conhecimentos como conforto ambiental e história da arte, quanto conhecimentos da área da Engenharia. Contudo, as disciplinas da engenharia não são tão aprofundadas, pois tem por objetivo apenas habilitar o profissional a verificar antecipadamente se o seu projeto é viável.

Engenheiro Civil

O engenheiro civil tem por função encontrar as melhores soluções técnicas para a implantação do projeto do arquiteto. Cabe ao engenheiro fazer o cálculo para que toda a estrutura da construção seja viável e segura, dimensionar a fundação, as vigas e as colunas, calcular a distribuição das forças e cargas, especificar a resistência dos materiais a serem utilizados na obra visando à economia e estabilidade da construção, além de atuar com os projetos complementares (elétrico, hidraúlico , entre outros).

A formação em engenharia civil, apresenta uma base mais sólida em ciências exatas, com várias disciplinas focadas em matemática e física.

De uma vez que ficou especificado a função de cada um, fica fácil saber de qual profissional você vai precisar. Por exemplo, se você  for fazer uma reforma que não impacte na estrutura do imóvel, só precisa do arquiteto; se você for fazer um reforço na estrutura da sua construção, só precisa do engenheiro e se for construir uma casa do zero ou fazer uma grande ampliação, aí você precisa dos dois!

Fonte: Caio Vital